Descubra como fazer o Planejamento de Conteúdo da sua marca e crie um cronograma imbatível

Já faz tempo que o Marketing de Conteúdo deixou de ser um tema desconhecido. A estratégia se tornou uma das maiores aliadas nas ações de divulgação das empresas. Entretanto, muitas marcas ainda ignoram que, para ter sucesso nas ações de marketing, é fundamental contar com um planejamento de conteúdo.

Com a ideia de que basta ter presença digital para ganhar visibilidade, é muito comum ver empresas produzindo materiais de maneira avulsa. Porém, sem um planejamento adequado, os conteúdos publicados não apresentam linguagem, público-alvo. Tampouco tem direcionamento bem definidos e deixam de conversar diretamente com a audiência.

Por isso, reunimos neste artigo alguns passos que vão ajudar você no planejamento de conteúdo da sua marca. Quer saber mais? Então continue lendo!

Mas afinal, o que é planejamento de conteúdo?

Resumidamente, um planejamento de conteúdo é um cronograma prévio que inclui tudo aquilo que devemos pensar antes de produzir o conteúdo propriamente dito. Esse processo ajuda a estabelecer o formato do material que será produzido, para quem ele será direcionado, qual o melhor tom de voz, em quais canais será publicado e com que frequência, entre outros.

Todas essas práticas ajudam o seu time de marketing a ser mais produtivo. Além de auxiliar no desenvolvimento de materiais com mais qualidade, assertivos e que entregam valor ao público.

Por que ter um planejamento de conteúdo mapeado?

Talvez a sua empresa já trabalha com o marketing de conteúdo entre as estratégias de divulgação com relativo sucesso. Sendo assim, por que você deveria se preocupar em possui um plano de produção de conteúdo?

A verdade é que o planejamento prévio e bem detalhado traz muitas vantagens para o seu negócio. Dê só uma olhada:

  • Permite conhecer a fundo o seu público. Um dos pilares do planejamento é a identificação das necessidades e dificuldades do público-alvo marca. A partir desses dados, é possível definir quais as melhores estratégias para se aproximar da audiência, aumentando a efetividade das ações e entregando mais valor para os consumidores.
  • Mais produtividade e previsibilidade. Com um plano de produção de conteúdo traçado, a equipe de marketing ganha em produtividade e previsibilidade. Como todas as ações já foram previamente definidas, os profissionais têm mais tempo para se dedicar ao que realmente interessa: produzir conteúdo relevante.
  • Ajuda a estabelecer metas e objetivos. O planejamento de conteúdo auxilia na identificação das fraquezas e forças do seu negócio. Essas informações são essenciais para definir onde é mais importante investir e o que é necessário alcançar para atingir a meta final.
  • Facilita a avaliação dos resultados. O planejamento do marketing de conteúdo ajuda a definir quais são as métricas mais importantes para o seu negócio. Com esses dados em mãos, é mais fácil saber se as estratégias estão atingindo os resultados esperados.
  • Entrega mais valor para a audiência. Conhecendo melhor o público, o time de marketing é capaz de produzir materiais que respondam diretamente os seus anseios e desejos. Além disso, como as publicações seguem uma agenda pré-determinada. Os visitantes terão ciência da frequência com que encontrarão novos conteúdos da empresa.

É preciso ter em mãos antes de planejar:

Em um primeiro momento, elaborar um bom planejamento de conteúdo pode não parecer uma tarefa fácil. Mas existem alguns dados que podem ajudar a sua empresa nesse processo.

Abaixo, listamos o que é fundamental que sua equipe tenha em mãos na hora de planejar.

1. Persona

O primeiro passo para criar um plano de conteúdo é definir quem é a persona do seu negócio.

As buyer personas são personagens fictícios que representam os clientes ideais da sua empresa. Elas reúnem características como idade, área de formação, profissão, cidade, interesses, hábitos de compra e problemas enfrentados.

Todos esses dados ajudam você a entender como as soluções oferecidas pela sua companhia podem ajudar essas personas. E não é só isso. As informações sobre o comportamento de consumo, interesses e dificuldades facilitam a produzir conteúdos úteis e alinhados com o seu público.

2. Mapeamento da jornada do consumidor

Depois de criar as personas, é hora de conhecer o caminho pelo qual elas passam entre o primeiro contato com a sua empresa até o momento de fechar negócio. A essa trajetória damos o nome de jornada de compra do consumidor.

Basicamente, a jornada de compra é composta por três etapas que formam o chamado funil de vendas: topo, meio e fundo do funil. Cada estágio representa a distância em que a persona está de realizar a transação.

A partir dessas informações, é possível direcionar a produção de conteúdo para cada uma das etapas do funil, ajudando os leads a avançarem até a compra com mais facilidade.

3. Objetivos e limitações

A definição de um objetivo é uma das partes mais importantes de qualquer estratégia de marketing. Parece óbvio, mas muitas empresas esquecem desse detalhe.

O que a sua companhia pretende alcançar com a produção de conteúdo? Aumentar a base de leads? Fortalecer a imagem da marca? Direcionar tráfego orgânico para o blog empresarial? É a partir de um objetivo bem delineado que é possível traçar metas e estabelecer as melhores ações para alcançar os resultados esperados.

E não se esqueça de levar em conta as limitações do seu negócio na hora de definir um objetivo. Tamanho da equipe, recursos financeiros e infraestrutura física podem dificultar ou impedir a realização de algumas ações.

Como fazer um planejamento de conteúdo sem furos

Depois de reunir todas essas informações, é hora de construir o seu planejamento de conteúdo!

Mas para que tudo dê certo, é preciso prestar atenção a todos os detalhes. Qualquer erro no planejamento pode prejudicar todas as estratégias futuras. E você não quer ver o seu tempo e recursos desperdiçados, não é mesmo?

Para facilitar a elaboração desse plano, confira o passo a passo a seguir:

1. Determine a periodicidade de cada canal

Para que a sua estratégia de marketing tenha resultado, é fundamental determinar a periodicidade com que novos conteúdos serão publicados em cada canal, como blog, canal no YouTube e redes sociais. Essas informações permitem à equipe de marketing nortear o trabalho e a planejar com mais assertividade cada publicação.

É importante ressaltar que cada canal possui características próprias e perfis diferentes de usuários. Sendo assim, a frequência de postagens não será a mesma em todas elas. Além disso, o comportamento online das suas personas, como as plataformas mais utilizadas e em que horários são acessadas, ajudam a definir a melhor periodicidade.

2. Pesquise suas palavras-chave

Tão importante quanto definir uma persona é saber quais são as palavras-chave mais pesquisadas pelo seu público. Elas ajudam a determinar quais os tipos de conteúdo e assuntos que devem ser produzidos.

As palavras-chave são os termos que os internautas pesquisam em ferramentas de busca para encontrar soluções para os seus problemas. Conhecer o que a sua audiência procura aumenta as chances de o seu conteúdo ser encontrado com mais facilidade por potenciais clientes.

Algumas ferramentas online, permitem descobrir quais as palavras-chave com maior volume de busca. Entre elas estão o Planejador de palavras-chave do Google e o SEMrush.

Na hora de fazer uma análise dos termos mais pesquisados, procure por palavras-chave relacionadas ao produto ou serviço que a sua empresa oferece. É a partir delas que os seus conteúdos devem ser produzidos.

3. Estudo de concorrência

Embora a pesquisa de palavras-chave seja bastante assertiva, pode ser interessante saber o que os seus concorrentes estão fazendo. Nessas horas, a análise de concorrência é fundamental.

Procure por empresas que oferecem produtos similares aos seus. Ou mesmo que utilizam as mesmas palavras-chave. Em seguida, analise os conteúdos publicados e veja como o público reage a cada um deles.

Dessa maneira, é possível estabelecer estratégias que exploram as fraquezas da concorrência e posicionam a sua marca como referência de mercado. Ao oferecer aquilo que as outras empresas não oferecem, as suas soluções se tornam mais inovadoras e atrativas para o público.

4. Mãos na massa e análise de dados

Com o planejamento de conteúdo concluído, é hora de colocar todas as estratégias em prática. Ou seja, colocar a mão na massa e produzir o que foi planejado.

Mas não pense que para por aí.

É muito importante acompanhar de perto o desempenho de cada conteúdo para saber o que está ou não dando certo. Fique de olho nas métricas definidas anteriormente e em como o público reage às suas publicações e materiais.

Além de ajudar a identificar e corrigir problemas com rapidez, saber o que surtiu o resultado esperado ajuda na elaboração das próximas estratégias de marketing.

Entendeu como o planejamento de conteúdo é fundamental para o sucesso das suas estratégias de marketing? Seguindo as nossas dicas, você será capaz de planejar com muito mais eficiência.

 

Referências: VidMonsters